• Criações,  Dicas,  Feito pra você,  Gente que faz,  Inspirações,  No Veredas

    Ziege Zag {A nossa cerveja artesanal}

    O Dani nunca foi amante de bebida alcoólica. Principalmente cerveja. Já eu, adoradora nata de uma boa cerveja, amante de roda de amigos, aquele papo de bar, sempre regado a cerveja gelada. O Dani adorava a roda de amigos, o papo de bar... e só.  Impulsionado por nosso amigo e padrinho de casamento, Salvador Lamas, ele começou a se aventurar entre uma e outra tacinha de vinho... E não demorou muito pra passar a ter domingos mais divertidos, criativos e cômicos enquanto matavam umas duas garrafas de vinho ao som de Babau do Pandeiro, conterrâneo do Salvador. Se não conhece clica aqui que a gente apresenta. Eu continuava ali implorando…

  • Comemorações,  Inspirações

    Inspirações para Páscoa

    Pesquisamos por aí inspirações para você decorar seu almoço de páscoa. Tem flores, lembrancinha, ideias para reservar lugares à mesa e até cadeira personalizada. Destaque especial para os arranjinhos entre os ovos, mini bolinho em embalagem caprichada (o bolinho pode ser até de cenoura pra ficar bem sugestivo) e os ovinhos embalados em tecido. Fofura, né? E aí, vamos movimentar esse domingo de páscoa e reunir a família?

  • Gente que faz,  Inspirações

    Workshop Sentir – Técnicas para organizar casamento sem esquecer o coração.

    Embarcamos no Workshop Sentir. Éramos 40 assessoras de casamento, sedentas de informação. Minha experiência foi única e intransferível. Uma mistura de sentimentos incríveis que dá todo sentido ao nome desse workshop. Entre uma aula e outra, a vontade de ser, fazer e crescer era renovada instantaneamente. E essa motivação vinha de cada nova experiência, que foi lindamente dividida, sem culpa. Quanta generosidade! <3 Suspiros infinitos a cada presente especial, a cada ambiente, a cada mini detalhe e a toda estrutura organizacional, planejada e concluída perfeitamente. Ainda fomos surpreendidas por um desfecho emocionante! <3 Chegamos ao Rio cheia de motivação! Suspirando vontade. Seguimos com nossos propósitos e com muito mais inspiração pra…

  • Gente que faz,  Inspirações

    Bate-papo com Jéssica de Léo

    SV: Como começou no Sítio Veredas? Aos 14 anos já ajudava a Nubia – que é minha irmã – a fazer os lacinhos dos guardanapos e em todas as outras ideias malucas e artesanais que ela inventava. rs Aos 16 comecei no escritório como jovem aprendiz. No início só atendia telefone e anotava os recados, hoje organizo integralmente e coordeno todos eventos do Sitio.   SV: Qual a importância de ter um evento tão bem organizado? Um evento bem organizado não nos permite falhar. Ter todas as informações e estar com a listagem de todos os fornecedores, respectivos horários de entrega, montagem e desmontagem é de extrema importância. Nada pode…

  • Crônicas,  Inspirações

    Meu pai.

    O menino do lado direito e camisa preta na foto é o meu pai. Do lado esquerdo minha vó Nilsa e atrás dele meu vô Almerindo. Eu lembro desses dois, como se fizessem parte da minha vida até hoje. Minha vó era doce, falava devagar e tinha um sorriso tão lindo… meu vô era mais bronco, mas sempre foi um doce comigo. Era ele que fazia a reposição assídua da minha caixa de Mirabel. E era eu que andava posuda no banco do carona da sua kombi verde… Desses dois, meu pai. Que aprendeu com minha vó a ter esse coração mole, sensível e puro. Do meu vô ele herdou…

  • Aniversários,  Crônicas,  Festas,  Inspirações,  Laços que ficam,  Sintonia

    Os 10 anos do Téo, por ele mesmo.

    “Era o dia do meu aniversário. O tema era bodyboard (tipo de surf). Queria meu aniversário em um lugar ao ar livre. Todos os meus primos foram e familiares também. Meu pai de se orgulhou do jeito que tratei os convidados, com educação e amor. De presente ganhei uma bola de rugby. Era churrasco, coisa que eu adoro, e eu passei boa parte da festa na piscina, joguei muito totó (ou pebolim)… até tentei jogar ping pong, mas não consegui jogar bem. Ganhei muitos presentes e alguns livros e alegria no meu coração e no dos convidados. E isso aconteceu pelo amor que dei. Depois dessa diversão, tirei um descanso……

  • Inspirações,  Músicas,  sem categoria

    Espatódea.

    Ele escreveu essa música em homenagem à Zoé. E eu declarei ela inteirinha pra minha Jujú. E foi ao som dessa música linda que ela caminhou na graminha, vestida de rosa, no nosso casamento. ♡♡♡ "...Não sei quanto mundo é bão Mas ele está melhor Desde que você chegou E explicou O mundo pra mim..."

  • Crônicas,  Estilo de vida,  Inspirações,  Por aí

    Desacelerar.

    Nove da manhã. Alongamento, espreguiçadeira, um mergulho, água quente, vento no rosto, praia deserta, só nós dois. Sorte. Agradecimento. Pensamento voa longe, sem fim… tão infinito quanto o horizonte desse mar. É preciso pouco. Desacelerar. Cinco cervejas pra mim. Água de coco pra ele. Ceviche pra dois. Eu e ele. Ele, entediado, precisando de mais movimento. Eu, borboleta, voando longe sem precisar sair do lugar. Podia ficar ali na mesma posição mais vinte e quatro horas. A conta. Uma chuveirada. Rock e amor. Casinha, chocolate e minha companhia oposta preferida: Ele. Só ele. ❤ — em Rio Da Barra – Trancoso/Ba.

  • Crônicas,  Inspirações

    Construção

    Há alguns anos atrás, enquanto nosso carro trafegava pela Rodovia do Sol – sentido Guarapari, pela janela eu observava a paisagem, perdida entre meus pensamentos. Logo à direita uma casinha de madeira anunciando a venda de casas do mesmo porte. Suspirei. “Ah, meu sonho uma casinha de madeira!” O marido, que estava ao lado, não se conteve e mais que depressa respondeu ríspido: “Dá cupim!” Ouvia-se o barulho insistente dentro da minha cabeça: “Quén-quén-quén-quééénnn!!!” Quanta insensibilidade! Permaneci contida com minha vontade enorme de falar um palavrão. Durante todos esse anos o relacionamento foi tomando forma, na teoria aprendemos o que era importante para nós dois e que pequenas coisas são…