• Crônicas,  Inspirações

    Meu pai.

    O menino do lado direito e camisa preta na foto é o meu pai. Do lado esquerdo minha vó Nilsa e atrás dele meu vô Almerindo. Eu lembro desses dois, como se fizessem parte da minha vida até hoje. Minha vó era doce, falava devagar e tinha um sorriso tão lindo… meu vô era mais bronco, mas sempre foi um doce comigo. Era ele que fazia a reposição assídua da minha caixa de Mirabel. E era eu que andava posuda no banco do carona da sua kombi verde… Desses dois, meu pai. Que aprendeu com minha vó a ter esse coração mole, sensível e puro. Do meu vô ele herdou…

  • Aniversários,  Crônicas,  Festas,  Inspirações,  Laços que ficam,  Sintonia

    Os 10 anos do Téo, por ele mesmo.

    “Era o dia do meu aniversário. O tema era bodyboard (tipo de surf). Queria meu aniversário em um lugar ao ar livre. Todos os meus primos foram e familiares também. Meu pai de se orgulhou do jeito que tratei os convidados, com educação e amor. De presente ganhei uma bola de rugby. Era churrasco, coisa que eu adoro, e eu passei boa parte da festa na piscina, joguei muito totó (ou pebolim)… até tentei jogar ping pong, mas não consegui jogar bem. Ganhei muitos presentes e alguns livros e alegria no meu coração e no dos convidados. E isso aconteceu pelo amor que dei. Depois dessa diversão, tirei um descanso……

  • Crônicas,  Estilo de vida,  Inspirações,  Por aí

    Desacelerar.

    Nove da manhã. Alongamento, espreguiçadeira, um mergulho, água quente, vento no rosto, praia deserta, só nós dois. Sorte. Agradecimento. Pensamento voa longe, sem fim… tão infinito quanto o horizonte desse mar. É preciso pouco. Desacelerar. Cinco cervejas pra mim. Água de coco pra ele. Ceviche pra dois. Eu e ele. Ele, entediado, precisando de mais movimento. Eu, borboleta, voando longe sem precisar sair do lugar. Podia ficar ali na mesma posição mais vinte e quatro horas. A conta. Uma chuveirada. Rock e amor. Casinha, chocolate e minha companhia oposta preferida: Ele. Só ele. ❤ — em Rio Da Barra – Trancoso/Ba.

  • Crônicas,  Inspirações

    Construção

    Há alguns anos atrás, enquanto nosso carro trafegava pela Rodovia do Sol – sentido Guarapari, pela janela eu observava a paisagem, perdida entre meus pensamentos. Logo à direita uma casinha de madeira anunciando a venda de casas do mesmo porte. Suspirei. “Ah, meu sonho uma casinha de madeira!” O marido, que estava ao lado, não se conteve e mais que depressa respondeu ríspido: “Dá cupim!” Ouvia-se o barulho insistente dentro da minha cabeça: “Quén-quén-quén-quééénnn!!!” Quanta insensibilidade! Permaneci contida com minha vontade enorme de falar um palavrão. Durante todos esse anos o relacionamento foi tomando forma, na teoria aprendemos o que era importante para nós dois e que pequenas coisas são…

  • Crônicas,  Inspirações

    Arquitetando

    Acredito que uma das melhores coisas da vida é buscar conhecimento. E é por isso que da forma que me cabe, vou me aproximando do quase impalpável… Gosto de estar perto de gente, coisas e lugares que me deixem à vontade para responder a quantas perguntas couberem na minha curiosidade. Dessa vez, me inscrevi em um módulo de 8 aulas sobre arquitetura de ambientes com curadoria da Bel Lobo e alguns dos muitos profissionais os quais admiro. O melhor dessa história é ir descobrindo no meio do caminho que aqueles que sempre vi por ai, presente em mostras de decoração, ganhando prêmios de design, fazendo mansão de gente muito rica,…