Aniversários,  Crônicas,  Laços que ficam

Os 10 anos do Téo, por ele mesmo.

“Era o dia do meu aniversário. O tema era bodyboard (tipo de surf).

Queria meu aniversário em um lugar ao ar livre. Todos os meus primos foram e familiares também.

Meu pai de se orgulhou do jeito que tratei os convidados, com educação e amor. De presente ganhei uma bola de rugby.

Era churrasco, coisa que eu adoro, e eu passei boa parte da festa na piscina, joguei muito totó (ou pebolim)… até tentei jogar ping pong, mas não consegui jogar bem.

Ganhei muitos presentes e alguns livros e alegria no meu coração e no dos convidados. E isso aconteceu pelo amor que dei.

Depois dessa diversão, tirei um descanso… até que chegou a hora do parabéns. Depois fiz um discurso que levou os convidados às lagrimas… até o meu pai.

E eu nunca mais esqueci esse dia.”

Téo Pena, 10 anos.

One Comment

DEIXE SEU COMENTÁRIO